sábado, 3 de novembro de 2012

39 semanas

Chegamos até aqui e se fosse uma gravidez normal nossos bebês estariam nascendo por esses dias. É quase meio um aniversário ou nascimento, estamos bem felizes. O Francisco está com 3 kg e a Clara com 2,4 kg. Se pensarmos bem, um bebê nascido a termo nasce com o peso em torno disso. Fomos ao pediatra esta semana, o Dr. Alcides, uma figura, muito experiente e cuidou dos bebês na NEO. Foi ele quem pegou o RN1 de Vera quando nasceu (também conhecido como Francisco). Foi bem legal a consulta e só vamos voltar daqui um mês.
Deu para notar durante a consulta o quanto fomos torturados na NEO junto com os bebês. O pediatra que já está acostumado com os pais de prematuros e tentou nos acalmar o que nos ajudou muito. Algumas atividades que tínhamos com os bebês já foram alteradas para melhor e com maior flexibilidade. Incrivelmente as visitas ainda estão restritas.
Esta noite foi bem puxada, o Francisco acordou as 2 horas da manhã e foi dormir lá pelas 4:30. Tudo devido a fome. Mas até entender que o mesmo que já tinha mamado queria mais, foi essa tortura. Bom, hoje pela manhã depois de termos passado a noite juntos eu sinceramente já estava bem cansado do Francisco, meio desanimado até e lá pelas 10 horas fui dar de mamar novamente. Comecei a brincar com ele, e o safado abriu aquele sorriso, pela primeira vez e várias vezes. COMO, digo COMO vou perder a paciência com um querido desses. O Francisco é muito queridinho, faz-se entender na maioria das vezes.
A Clara aparentemente está seguindo os mesmos passos do Francisco. Ela era mais quietinha, não demonstrava muito as vontades e necessidades, parece o Francisco a uma semana atrás. Agora já chora por vários motivos, o que adjuda quem está tomando conta. Não dá para comparar os dois é claro, mas parece inevitável fazê-lo em alguns casos.
O maior problema está sendo realmente uma pessoa para ajudar a cuidar das crianças. Fica bem complicado para uma pessoa sozinha trocar e dar de mamar, fazer rotar os dois pequenos. Contratamos uma pessoa que faz 12/36 o que nos dá uma noite sim outra não de folga, além de um furo no caixa. Folga que não é bem folga, pois eu e principalmente a Vera temos que ajudar. Fica ainda o dia todo a função de cuidar dos dois.
Bom, graças a Deus os dois estão com saúde. O Francisco andou enchendo a Fralda RN já umas duas vezes, o que nos faz pensar que teremos que passar logo logo para o tamanho P. A Clara vai ficar na RN um pouquinho pelo que podemos ver. Devido aos amigos que nos ajudaram bastante, pelo visto vai sobrar uma boa quantidade de RN.
Hoje é o casamento da minha prima Driely e do Rafael, lá em Cascavel, gostaríamos muito de ir, mas os pequenos ainda não estão preparados para uma viajem destas. Porém para o Casamento da tia Maria  (irmã  da Vera) e do tio José em Curitiba o pediatra já liberou.
E por último, este post foi iniciado na sexta, continuei no sábado e estou concluindo agora.

Boa semana a todos.






4 comentários:

  1. Que bom ler este post Rafael!
    Fico muito feliz em saber que vocês agora realmente entraram no cotidiano "normal" de cuidar de bebes gêmeos! Bem vindo a um mundo de descobertas e aprendizados de todos os tipos, que ocorrem entre os bebes e seus pais!
    Aprendemos muito sobre amor, paciência, saúde, alimentação, comportamento, respeito, tolerância... e por aí vai!
    Existem, algumas regras, manuais, estudos sobre o tema, mas na real, é no dia a dia, na prática e na interação da família que se aprende e vamos superando as diversas fases!
    É quase como um jogo de vídeo game:
    Quando dominamos uma fase e estamos tranquilos, felizes e vitoriosos, começa outra!
    E, a cada uma, recomeçamos o exercício de aprendizado de paciência, dedicação, amor e felicidade!
    Meus gêmeos, completaram 19 anos exatamente neste dia 03/11/2012 do teu post!
    Eu passei este dia, com um sorriso de orelha a orelha! Nada fazia eu parar de sorrir e rever o que vivi nestes 19 anos!
    Tenho agora, dois amigos! Adultos, boas pessoas, inteligentes, estudiosos!
    Confesso para ti e para tua esposa a impressão que tive:
    Quase morri/enlouqueci nos primeiros dois anos! Era "uma função" sem fim, sem trégua, sem repouso! Por mais que viessem pessoas ajudar!
    Se, na época eu soubesse disto, apesar do rombo financeiro que iría causar na família, penso que deveria ter pego dois anos de licença sem vencimentos na CASAN, e me dedicado exclusivamente as crianças! Estes primeiros dois anos, são duros!
    Desejo para vocês, muito amor, paciência e felicidade!
    Grande abraço em toda a família!
    Rose

    ResponderExcluir
  2. He,he, agora começou a pauleira! E que Deus ajude esses pais, pois vão precisar de muita energia! Mas até que a coisa está um pouquinho melhor agora: as minhas logo que vieram p/ casa tinham que ir no pediatra a cada 15 dias! E mais a pediatra e a nutróloga da prefeitura p/ conseguir o leite... passearam muito as minhas pequenas.
    Saúde p/ vcs todos!!!!

    ResponderExcluir
  3. O começo é assim mesmo, mas ao contrário do que as pessoas falam, com o tempo as coisas vão melhorando pode ter certeza, os meus gêmeos estão com 8 meses e tudo está bem melhor.
    Eu chorava muito nas madrugadas de sono, cansaço, medo de não dar conta, enfim...
    Se eu dei conta vcs darão pode acreditar.
    Beijos na duplinha.
    Thalita, mãe dos gêmeos Nicolas e Rafaela.

    ResponderExcluir
  4. Olá, amei conhecer esse blog! Sou a Juliana do Gemelares (www.gemelares.com.br) e sempre fico muito feliz ao encontrar um blog de Gemelares.

    Será um prazer ter vocês no Gemelares.com.br!

    Aqui esta a fan page: http://www.facebook.com/portalgemelares

    E também temos um grupo com mais de 700 mães de Gemelares conversando todos os dias no facebook!

    Fico no aguardo de algum contato!

    Atenciosamente,
    Juliana Doerner
    www.gemelares.com.br
    portalgemelares@hotmail.com

    ResponderExcluir