terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Ir e vir

Amigos boa noite.

Como nossos queridos Clara e Francisco resolveram dormir mais cedo hoje, enquanto eles dormem resolvi atualizar o blog. Da até medo de usar este tempo em vez de descansar pois não se sabe como vai ser noite a dentro. E realmente é assim, vou tentar explicar: As vezes neste horário eles estão dormindo e nos empolgamos em fazer algo, eles acordam la pelas 23 ficam até as 2, 3 horas da madrugada acordados, daí acordam novamente la pelas 6 e se foi a noite em claro. Tentamos duas estratégias. A primeira foi de quando eu chegasse em casa tomar banho jantar e acordar lá pela meia noite para ficar com eles. A segunda  foi de cada eu e a Vera cuidando de cada um. Do primeira forma, eu não dormi umas 2 noites pois não dormia quando chegava pois ficava envolvido com as atividades e acabava não dormindo depois também. O que acontece é que cada um leva em torno de 1, 1.5 horas para mamar, trocar a fralda e dormir novamente. Quando tudo da certo são duas horas para os dois. Normalmente eles mamam de 3 em 3 ou 4 em 4 horas (agora está se alongado o espaço para as mamadas), sobra um espaço ai de 1 hora 50 minutos para tirar uma soneca. Não deu muito certo esta primeira estratégia. Na segunda de cada um cuidar de um é o que vem dando mais certo. Normalmente eu cuido do Francisco e a Vera cuida da Clara. Como eles são bonzinhos da pra dormir umas 6 horas por noite, não direto é claro e se tudo der certo. Na verdade até lembro da ultima vez que eu dormi 3 horas seguidas, até achei que tinha alguma coisa errada. Então ficou assim, cada um cuida de um. Até sabemos quem está chorando e o responsável já vai lá para atender. Já aconteceu casos de eu nem ouvir a Clara chorando e a Vera já estava lá atendendo. Bom e vem a pergunta, existiam outras alternativas, como contratar alguém para ficar com as crianças? Sim. Contratamos uma pessoa que ficou 10 noites. Porém o que estava acontecendo era pra ser uma noite sim outra não, e nem sempre era assim, nos deixando na mão varias vezes. Além de que, se não tem prática, não cuida dos dois ao mesmo tempo e acabávamos acordando a noite para ajudar, o que não resolveu muita coisa. Foi até bom pois aprendemos a nos virar. Preço: R$ 110,00 por noite. Outra alternativa que usamos foi uma técnica de enfermagem que cuidou dos dois na Neo Natal. Esta sim deu conta dos dois, cuidou direitinho, uma graça. Preço: R$ 180,00., já viu né, foi só uma noite. O meu sono vale menos que R$ 180,00. 
Enfim tentamos algumas pessoas para ajudar, e no fim parece que só vai sobrar a pessoa que sempre esteve conosco e trabalha na sexta, cuidando da casa e das nossas roupas. A Vera e a minha sogra cuidavam da casa, da comida e dos bebês  na parte do dia. Digo cuidavam, pois ela foi embora dia 29. Minha mãe está para chegar por esses dias para aliviar a barra por aqui.
Bem, as crianças estão uma gracinha. Eu acho que elas parecem tão pequenas, principalmente a Clara. Porém veio uma visita aqui com bebê quase da mesma idade e o Francisco me pareceu com tamanho bem semelhante. 
O Francisco é muito afetivo e serelepe, e sempre foi assim desde o útero. Se não está com cólicas é um amorzinho, querido mesmo. Meio ciumento, a Vera descobriu isso por estes dias. Sobre as cólicas  tentamos ser bem objetivos  utilizando de "todas as ciências de baixa tecnologia". Massagem na barriga, o pato com sementes para colocar na barriga, e por último o banho no balde. Virgem Maria, sem tem coisa que funcionou foi o tal de balde. É de cair o queixo, do Francisco é claro. Parece que administramos alguma droga para o piá. Ele toma o banho dele no balde, faz o cocô direitinho, fica calmo, ou seja, agora é todo dia o banho imerso, nem pensamos que iria dar tão certo.
Já a Clara é bem parecida com a mãe. Numa primeira impressão ela é calma, mas quando cisma com algo, sai de baixo. Começamos a dar banho no balde com a Clara, e, como ela faz cocô umas 3 ou 4 vezes por dia, esse índice acabou aumentando e resolvemos parar de dar o dito banho com medo que ela por fazer tanto cocô que não ganhe peso. 
Também iniciamos um novo o leite em pó da Danone,que não deu muito certo pois ambos ou vomitaram ou ficaram trancados, aí voltamos para o NAN-HA. Vamos ver o que o pediatra orienta amanhã, que tem consulta. Sinceramente, o leite tem cheiro de óleo de motor. O NAN já é meio desagradável, o Danone então é pra acabar, não sei como eles tomaram. 
A Vera continua a amamentar no peito. A Clarinha fica no peito até duas horas, acordada e mamando o que contribuiu para o aumento no leite. Já o Francisco não tem muita paciência para ficar sugando. Daí substituímos o bico da mamadeira dele de leite por a de água  Matamos dois coelhos, primeiro que ele está mamando mais de vagar, isso ajudou nas cólicas. Segundo que ele está tendo mais paciência com o peito.
Bom e o passeio. 
Jesus, o medo de sair pela primeira vez de casa foi grande. Aprontamos tudo na noite anterior, e ao meio dia demos de mamar para os dois, colocamos no bebê conforto e lá fomos nós. Para nossa surpresa fomos de Floripa a Curitiba sem acordarem. Porém no primeiro semáforo começou o berreiro. Legal é que os dois engrenaram o choro juntos, era até bonitinho, não tinha onde parar, mesmo, só conseguimos no Big em Curitiba, foi uma correria para fazer mamadeira. Chegamos na casa da noiva de 3 andares sendo que no primeiro pavimento não tem quarto. Sugeri para ficarmos no 2 pavimento mais próximo da cozinha, porém acharam por bem ir para o 3 pavimento. Adivinha quem subiu e desceu as escadas milhares de vezes com mamadeira? Poucos conheciam as crianças e os que conheciam, tinha sido da UTI. TODOS os parentes foram para o casamento da Maria, irmã da Vera, logo todo mundo viu os bebês, e uma grande parte pegou os mesmos no colo. O que até ajudou pois, com higiene o pessoal ajudou a cuidar dos pequenos. E fomos nós para a igreja. Eu acho que levei uns 5 minutos para me arrumar e a Vera uns 15, o que é um recorde. Fizeram cocô e foram dormindo. Todo mundo chorou no casamento, menos o Francisco e a Clara. Ficamos abismados. No restaurante, 500 mil fotos, isso que são gêmeos, já pensou se fossem os 4? A Ana e o Ado que devem passar um cortado com as meninas, logo pensei.
Voltamos para a casa da noiva e tudo certo. Cansados, mais foi muito bom, tanto o casamento de duas pessoas que gostamos muito e a ida do bebês ao encontro do mundo.
Na volta, aí sim. Como os dois estavam cansados, ficavam facilmente irritados. Tivemos que parar na estrada pra fazer mamadeira. Onde está a mamadeira, ali, aqui. Se levamos 1 minuto para achar foi muito mas pareceu uma hora, já que os dois estavam chorando copiosamente. Daí o Francisco fez cocô e aprontou um berreiro, e assim foi. Lembram da pessoa que tínhamos contratado para ajudar. Pois bem, pensamos que chegando em casa ela estaria a nossa espera, qual foi a surpresa que a tratante nos deixou na mão, foi a última vez. 
Bem, já fazia algum tempo que não escrevia aqui. Acho que a nossa história que começou bem diferente de muitas outras, agora já é bem mais comum. Já pensei em parar de escrever, mas o pessoal acaba ligando aqui e reclamando que a gente não coloca nada no blog. E por outro lado, é um registro das emoções e acontecimentos que mais tarde será de grande valia para a Clara e Francisco.

Boa noite a todos, vou lá cuidar da Clara que está acordando. Desculpem a falta de correção do texto, acho que vocês entenderão algum deslize ;).




6 comentários:

  1. uau! que aventura! Então estes 2 pequenos já estão viajados, e já foram até em festa de casamento! Parabéns pela coragem! É isso mesmo: só vocês podem dizer qual o limite do que conseguem fazer. E o planejamento é o nosso melhor aliado. Desculpem ter sumido desde o dia que estive aí. Vcs devem ter pensado que eu fugi. Na verdade adorei poder ajudar mas é que as coisas complicaram aqui em casa, fiquei sem empregada desde aquele dia, e aí sobrou tudo p/ mim por aqui. Agora as coisas estão entrando nos eixos novamente. Ainda bem, pq as férias das meninas também estão chegando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É estamos com saudades de vocês. Lá em casa está quase tudo por nossa conta mesmo.

      Excluir
  2. Olá Rafael e Vera. Muito bom ter noticias de todos vcs. Não deixe de escrever no blog, não, Rafael, e pede p Vera vir escrever as vezes tb, seria muito bom ver o olhar de cada um.
    Vc podia colocar uma fotinha dos pequenos p matar a curiosidade do pessoal.
    Beijão p todos vcs, e não desista do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gostaria que ela postasse, e também gostaria que ela postasse fotos.

      Excluir
  3. Não sei em relação ao leite que os seus bebês tomam, se ele pode ser feito em água com temperatura normal. No meu caso, ouvi e levei a sério o conselho da minha mãe: acostumar o bebê a tomar leite em temperatura natural desde sempre. Daí facilitou muito a minha vida pq era só deixar a mamadeira com compartimento para o leite em pó pertinho e na hora do sufoco era só liberar o pó na água e misturar balançando. Me ajudou muito.

    *Não deixem de postar :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal essa do leite na temperatura ambiente. Vou falar com a Vera.

      Excluir